sábado, 3 de maio de 2008

o mundo lá fora chove
o pai que matou a filha
o mundo que matou o pai
o país que foi aceito
o traveco que nao foi pago
o mundo é uma esfirra de carne
o mundo caquinho de vidro
porque vc me trata mal?
se eu te trato bem
a marcha que não pode
a vida que te fode
a noite que só chove
mais cinco minutos de alguma coisa
por favor, alguma coisa.
e assim caminha a humanidade
mas domingo tem mengao
e tem bailinho
basta
por hora
alguma coisa

2 comentários:

quero baiilinho disse...

um feriadão inteiro de chuva acumulando em casa energias para o bailinho...

Fran Fillon disse...

Oba! Que venha mais um Bailinho...