terça-feira, 29 de abril de 2008

Baila tu. Bailo eu. Bailemos nós.
Todos bailam.
Olhinhos fechados ou atenção total na menina de vestidinho estampado.
Dancemos todos
Rostinho colado ou suor na testa. Aquela música lenta ou a mais acelerada.
sem pudores, sem restrições.
Bailando, tanto assim,
como se o outro dia não fosse mais ser outro.


Em tempo: já está na Câmara um projeto pra mudar o nome do domingo. A semana ficaria assim: segunda- terça-quarta-quinta-sexta-sábado- dia do Bailinho.

espaço

disse Tatá.

Um comentário:

Paul?! disse...

Sugiro o seguinte: dia do Bailinho, segunda, terça, quarta, quinta, sexta e sábado: porque afinal de contas o Bailinho não fecha a semana, ele ABRE...

kss,
prima